DSpace
 

RIUFF >
Ciências Exatas e da Terra >
IQ - Instituto de Química >
PPG-GEO - Programa de Pós-Graduação em Geoquímica >
PPG-GEO - Teses e Dissertações >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.uff.br/jspui/handle/1/4485

Title: Hidrogeoquímica fluvial da bacia do rio Paquequer, Teresópolis-RJ
Authors: Queiroz, Luiza Almeida Villar de
???metadata.dc.contributor.advisor???: Silveira, Carla Semiramis
???metadata.dc.contributor.advisorco???: Mello, William Zamboni de
???metadata.dc.contributor.members???: Souza, Patrícia Alexandre de
Vieira, Méri Domingos
Alvim, Renata Barbosa
Araripe, Denise Rolão
Gracioli, Cláudio
Issue Date: 12-Sep-2017
Abstract: O objetivo deste trabalho é identificar a contribuição de fontes antrópicas e geológicas na hidrogeoquímica fluvial da bacia do rio Paquequer, principal drenagem do município de Teresópolis, RJ. A bacia está localizada na região da Serra do Mar e cobre uma área de 269 km². Sua nascente encontra-se dentro de uma Unidade de Conservação da Mata Atlântica (Parque Nacional da Serra dos Órgãos) e, ao atravessar a cidade de Teresópolis, incorpora resíduos domésticos e de aterro sanitário, ocorrendo também contribuições de pecuária extensiva e/ou agrícolas no seu baixo curso. O rio Paquequer tem importância singular para o município de Teresópolis porque é uma das fontes de abastecimento de água do município. As unidades geológicas locais são classificadas como; Unidade Rio Negro, Batólito Serra dos Órgãos, Granito Teresópolis, e diques básicos. Os solos são predominantemente Latossolo Vermelho-Amarelos e Cambissolo e ocorrem ainda Gleissolos nos vales fluviais. Nesse estudo foram coletadas amostras de água de rio e particulados em suspensão contemplando diferentes litologias e usos do solo. A amostragem foi realizada em agosto de 2010, durante o período de estiagem, quando o intemperismo é a principal fonte natural de elementos para o sistema fluvial. Foram efetuadas medidas de pH, condutividade, temperatura, potencial de oxi-redução e medidas de vazão in situ. Além dessas medidas, foram feitas análises químicas do material dissolvido (Na+, K+, Ca2+, Ba+, Mg3+, Pb, Cu, Co, Ni, Cr, Zn, Sr, Rb, Al, Si, Fe, Mn e Cd, PO43-, Cl- e SO42-) e identificação mineralógica (DRX) das partículas em suspensão. Os resultados de DRX mostram que a mineralogia do particulado é predominantemente formada por caulinita, gibbsita, e quartzo e secundariamente ocorrem haloisita, mica e illita e raramente microclina. Diagramas teóricos de estabilidade foram confeccionados para identificação da transferência de elementos da fase dissolvida para a fase particulada. O Si é originado por fontes naturais de intemperismo e os resultados químicos apontam concentrações crescente deste elemento no PARNASO e concentrações aproximadamente constante ao longo do canal principal do rio Paquequer a jusante do parque. Na, K, Ca, Cl-, SO42- e PO43- apresentam fontes naturais no intemperismo e fontes antrópicas em resíduos urbanos e agricolas. Estes elementos apresentam picos de concentração ao atravessarem o núcleo urbano e no afluente que drena o aterro sanitário. A razão Na/Si assim como as concentrações de cloreto e fosfato funcionam como identificadores de esgoto doméstico. Os metais Cu, Ni, Co, Zn e Mn são provenientes de poluição antrópica urbana e de agricultura e são encontrados ao longo do canal principal do rio após o centro urbano no médio e baixo curso do rio. Rochas que apresentam maiores conteúdos de K e Al, ricas em k-feldspato, são mais resistentes ao intemperismo, por essa razão as águas fluviais que drenam esses litotipos não apresentaram maiores concentrações desses metais. Análise multivariada permitiu o agrupamento dos locais amostrados em 4 subgrupos de acordo com o seu grau de influência antrópica. Pontos localizados no alto curso do rio são preservados, a maioria dos afluentes apresentam características pouco impactadas em relação ao background local. Após o centro urbano todo o canal principal se apresenta influenciado por impacto antrópico. Locais analisados no nucleo urbano e no alfluente que drena o aterro sanitário apresentam características extremamente impactadas.
???metadata.dc.description.abstractother???: Surface water chemistry varies according to geology, atmospheric inputs and anthropogenic factors, such as discharges of domestic and industrial effluents, agricultural activities and others. The main purpose of this study is to identify the anthropogenic and geological contributions in determining the hydrogeochemistry of the Paquequer river basin, Teresópolis, RJ. This basin covers a 269 km² area, its springs lie within a conservation area (Parque Nacional da Serra dos Órgãos) with preserved Atlantic Forest. The Paquequer River mid-stream crosses the city of Teresopolis and receives domestic waste. Contributions of agricultural effluent also occur in its lower stream. The Paquequer river has singular importance for Teresópolis because it is a water supply source. The present geological units are classified as Batólito Serra dos Órgãos (gneissic granites), Granito Teresópolis (monzogranite), the Rio Negro Unit and basic dykes. Soils are predominantly Red-Yellow Cambissoils and Gleissoils in river valleys. In this study, river samples consider different lithologies and land uses. Samples were collected during the dry season in August 2010 when weathering comprises the main source of natural elements to the river system. Measurements of pH, conductivity, temperature, redox potential and river flow were made in site. Besides these measures, chemical analysis of dissolved elements have been carried out (Na, K, Ba, Ca, Mg, Pb, Cu, Co, Ni, Cr, Zn, Sr, Rb, Al, Si, Fe, Mn, Li, La, Cd, PO43- , Cl- and SO42-). Mineralogy (XRD) of the suspended particles was also identified. XRD results showed that the mineralogy of the suspended particles is predominantly composed of kaolinite, gibbsite and quartz. Secondarily it was also observed halloysite, mica, illite and rarely microcline. Theoretical stability diagrams were prepared to identify the transfer of elements from the dissolved phase to solid phase. Chemical results of the dissolved elements indicated concentrations of Si approximately constant along the main Paquequer river channel, only natural sources (weathering) were found for this element. Na, K, Ca, Cl, SO4 and PO4 shows natural (weathering) and anthropogenic (urban and agricultural effluents) sources and concentrations peak while crossing the urban center and, in the tributary that drains the sanitary landfill. The ratio Na / Si indicated domestic sewage influences. Copper, Ni, Co, Zn and Mn indicates anthropogenic pollution from urban sources and agriculture. Rocks with higher contents of K and Al are more resistant to weathering processes, explaining why the river water that drains those lithotype do not present higher concentrations of these metals. Multivariate analysis identified four subgroups of sampling sites according to their degree of anthropogenic influence. Points located in the upper stream of the river are unaffected. Almost all tributaries shows characteristic of low impact. Along the main channel, after the city influence, all place have noticeable pollution features. Lastly points, which receive direct influence of the urban center and sanitary landfill sites, are highly impacted.
URI: http://www.repositorio.uff.br/jspui/handle/1/4485
Appears in Collections:PPG-GEO - Teses e Dissertações

Files in This Item:

File Description SizeFormat
Dissertacao_ LUIZA A V QUEIROZ 2011.pdf3.71 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback