DSpace
 

RIUFF >
Ciências Sociais Aplicadas >
EST - Faculdade de Administração, Ciências Contábeis >
PPGAd - Programa de Pós-graduação em Administração >
PPGAd - Teses e Dissertações >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.uff.br/jspui/handle/1/1914

Title: Os sentidos do trabalho no serviço público: uma perspectiva geracional
Authors: Nascimento, Talita Almeida de Campos
???metadata.dc.contributor.advisor???: Oliveira, Sidinei Rocha de
???metadata.dc.contributor.members???: Piccinini, Valmíria Carolina
Salles, Denise Medeiros Ribeiro
Issue Date: 18-Jul-2016
Abstract: Ao longo da história, o trabalho passou por transformações significativas. Foram incorporadas diversas tecnologias ao seu processo, novas formas de gestão foram implementadas e as relações de trabalho se transformaram, sendo flexibilizadas, e algumas vezes, precarizadas. Com isso, os processos de subjetivação dos trabalhadores também foram impactados e, a partir do contexto em que é desempenhado, podem-se identificar diversos sentidos atribuídos ao trabalho. O setor público, afetado pelas transições do mundo do trabalho e dos modelos de sociedade, também passou por transformações e particularmente, no caso brasileiro, observase uma série de tentativas de reforma para modernizar a administração pública, sendo a última a reforma gerencial iniciada na década de 1990. Isso faz com que a relação dos servidores com o trabalho se altere no decorrer do tempo, e essa relação é fundamental para a prestação de serviços públicos de qualidade. Nesse sentido, o presente estudo tem por objetivo analisar os sentidos do trabalho para servidores públicos de diferentes gerações de técnicoadministrativos da UNIRIO. Para isso, foram analisados alguns documentos institucionais importantes, como o Plano de Desenvolvimento Institucional, e realizadas 25 entrevistas com servidores técnico-administrativos das duas gerações identificadas na pesquisa, que foram analisadas através da técnica de análise de conteúdo. A pesquisa pôde então concluir que os sentidos atribuídos ao trabalho pelos servidores das diferentes gerações apresentam similaridades e diferenças. Para ambas o trabalho é definido como execução de tarefas com finalidade e recompensa e como instrumento que desempenha importantes funções para o bem-estar dos indivíduos. No entanto, os servidores da Geração 1 atribuem uma centralidade maior ao trabalho, dotando-o de uma forte dimensão subjetiva e de um conteúdo vital para sua construção identitária, enquanto que a Geração 2 atribui uma centralidade baixa ao trabalho, com preponderância das dimensões objetiva e material e reduzido engajamento subjetivo. A tensão entre as duas gerações de pesquisa prejudica o processo de sucessão geracional e ressalta a importância da análise dos sentidos do trabalho em uma perspectiva geracional. Bem como, identifica-se a necessidade de políticas públicas voltadas para a valorização dos servidores de diferentes gerações a fim de viabilizar as reformas administrativas e a transformação da cultura pública, necessárias a melhoria da qualidade e efetividade dos serviços públicos.
???metadata.dc.description.abstractother???: Throughout history, the work underwent significant transformations. Were incorporated several technologies to its process, new forms of management were implemented and labor relations were transformed, being eased, and sometimes precarized. Thus, the processes of subjectivation of workers also were impacted, and from the context in which it is played, can be identified many meanings attributed to work. The public sector, affected by the transitions from the workplace and societal models also have changed and particularly in the case of Brazil, there is a series of reform efforts to modernize public administration, the last management reform started in the 1990s. This makes the ratio of servers with work to change over the time, and this relationship is fundamental to the provision of quality public services. Accordingly, this study aims to analyze the meanings of work for civil servants from different generations of the technical administrators of UNIRIO. To this end, we analyzed some important institutional documents, such as the Institutional Development Plan, and conducted 25 interviews with technical administrators of two generations identified in the survey, which were analyzed by the technique of content analysis. The research could then conclude that the meanings attributed to work by the servers of different generations have similarities and differences. For both the job is defined as performing tasks with purpose and reward and as an instrument that plays important roles for the welfare of individuals. However, the servers from Generation-1 allocate a greater centrality to the work, giving it a strong subjective dimension and a content vital to their identity, while Generation 2 assigns a low centrality to work, with a preponderance of objective dimensions and reduced material and subjective engagement. The tension between the two generations of research undermines the process of generational succession and underscores the importance of analyzing the meanings of work in a generational perspective. As well, it identifies the need for public policies for the valuation of different generations of servers to allow for administrative reforms and transformation of public culture, necessary to improve the quality and effectiveness of public services.
URI: http://www.repositorio.uff.br/jspui/handle/1/1914
Appears in Collections:PPGAd - Teses e Dissertações

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TalitaNascimento.pdf1.41 MBAdobe PDFView/Open
View Statistics

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.

 

Valid XHTML 1.0! DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback